Número de desaparecidos aumentou em Alagoas

Fique atento aos dados que mostram que o número de desaparecidos aumentou em Alagoas e entenda mais sobre esta triste realidade.

As más notícias parecem ditar o ritmo de funcionamento do país. No estado de Alagoas, ao que relata um levantamento da polícia civil local, o número de pessoas desaparecidas na região aumentou 18,93%. Estes números nascem da comparação de períodos no ano de 2013 com 2014. A relação factual baseia-se em números correspondentes a quantidade de boletins de ocorrência efetivados, sendo 338 em 2013 e 402 neste ano.

Como acontece em grande parte dos estados brasileiros, a cidade que mais sofre com os desaparecimentos, de acordo com os índices, é a capital, no caso, Maceió. Até setembro do 2014 foram relatados 218 casos, número 10,66% maior que o do mesmo período do ano passado quando somaram-se 197.

A maior parte das pessoas que desaparecem concentram-se na faixa etária de 12 a 17 anos. Alguns casos tem a responsabilidade da infração delegada a polícia. Este é o caso, por exemplo, de um menino de 17 anos chamado Davi que foi apreendido com pequena quantidade de maconha e nunca mais foi visto. Sua mãe, Dona Maria, pressiona as autoridades mais não obtem respostas. Como forma de alimentar as esperanças ela cola cartazes com a foto do menino em todos os lugares, até mesmo no IML.

A pouco mais de uma semana, o coronel Elias, corregedor geral da Polícia Militar, relatou que a resposta da sindicância aberta sobre o caso, não aponta relação entre a equipe de militares que faziam ronda no momento e o desaparecimento do jovem.

Eliane Gonçalvez de Araújo e a gerente responsável pelo setor de levantamentos da polícia civil da região, e de acordo com ela os familiares devem esperar pelo menos 24 horas do desaparecimento, antes de entrar em contato com as autoridades. A gerente ainda indica que o processo de levantamento pode possuir falhas, uma vez que as famílias não retornam para dar informações sobre as vítimas que foram encontradas.

Acredita-se que os números estatísticos, se tornarão mais reais quando o sistema utilizado passar a ser digital. Trata-se de um sistema integrado que incorpora dados da polícia, Ministério Público Estadual e Tribunal de Justiça, que almeja maior eficiente na busca pelas pessoas desaparecidas.

Curtir JF Jornal do Face
Curtir este Artigo

Autor


ANTES DE PLAGEAR MEU TEXTO, POR FAVOR LEIA
Este blog utiliza um serviço automático de monitorização de plágio,
recebemos email de alerta na hora, de seguida não contatamos o plageador,
emitimos na hora uma DMCA Digital Millennium Copyright Act, e fazemos denuncia
na sua empresa de hospedagem e também no Google que irá penalizar
seu site. Por favor, pense nas consequências antes de plagiar!

0 Comentários

Deixe o seu comentário!